Depressão no Adulto

A Organização Mundial de Saúde estima que no mundo cerca de 300 milhões de pessoas sofrem com a depressão. Trata-se de um transtorno mental bastante frequente, principalmente nos indivíduos entre 18 e 29 anos. É mais prevalente no sexo feminino e pode afetar de maneira significativa os portadores do transtorno.

Os pacientes podem apresentar tristeza, sensação de vazio, diminuição do prazer nas atividades, perda ou ganho de peso, sentimentos de inutilidade, culpa excessiva, alterações do sono, pensamentos de morte e uma grande variedade de outros sintomas.

Imagem depressão no idoso

Nos últimos anos, a ciência fez importantes descobertas relacionados aos mecansimos da depressão, mas não há até o momento um teste laboratorial ideal para a realização do diagnóstico.

Os pacientes devem ser encaminhados a um psiquiatra para avaliação do risco de suicídio, adequada investigação clínica e exclusão de outras patologias. Há muitas doenças que podem ser confundidas com a depressão.

O tratamento usualmente envolve o uso de antidepressivos e psicoterapia. Dependendo da gravidade do quadro, outros recursos também podem ser utilizados. Apesar do amplo arsenal terapêutico disponível, menos da metade dos pacientes recebe tratamento. No Brasil, o Centro de Valorização da Vida (CVV) oferece apoio emocional de forma gratuita através do telefone 188.

Dra. Nadimme Caloba,
Psiquiatria

Apaixonada por Neurocognição, Psiquiatria Geriátrica e outras coisas relacionadas ao Ser Humano.

Mais sobre
Transtornos Mentais

error: Conteúdo protegido!!